Gravidez trimestre a trimestre

     Parabéns! Você acaba de descobrir que está grávida. Agora, cerca de 40 semanas a separam do dia em que verá pela primeira vez o rostinho do seu bebê e experimentará a sensação de ser mãe. Segundo o ginecologista e obstetra Dr. Domingos Mantelli Borges Filho, a gestação pode ser dividida em três fases: primeira, segunda e terceira, cada uma referente a um trimestre e com suas peculiaridades. Acompanhe as principais dúvidas de cada um desses períodos e viva a gravidez com saúde e felicidade:

 

PRIMEIRO TRIMESTRE

Uma vez descoberta a gravidez, o que a futura mamãe pode esperar para os três primeiros meses de gestação? O que ela vai sentir?

Os primeiros sintomas de gravidez surgem geralmente três semanas após a fecundação. Além de um sangramento leve, a gravidez inicial pode causar algum desconforto na parte inferior do abdômen, uma sensação de inchaço na barriga, imitando os sintomas que surgem dias antes da menstruação. É comum também uma sensação de peso na parte inferior do ventre. O aumento das mamas pode surgir com apenas uma ou duas semanas de gestação. Além de maiores, as grávidas podem senti-las mais sensíveis. Pode haver escurecimento do mamilo e aparecimento de veias ao redor dos seios. As náuseas e vômitos da gravidez costumam surgir entre a 6ª e a 12ª semanas de gestação. Entretanto, há mulheres que apresentam estes sintomas já na 2ª ou 3ª semana de gravidez, os quais tendem a desaparecer no segundo trimestre. Além disso, sensação de cansaço, aumento do sono, vontade de urinar com maior frequência vão acompanhar a gestante. O desejo por certas comidas nas primeiras semanas de gestação é um dos sintomas mais clássicos da gravidez. Do mesmo modo que surgem desejos, as grávidas também podem apresentar aversões a certas comidas e/ou cheiros. Algumas mulheres sentem aumento dos gases intestinais nas primeiras semanas de gravidez.

 

Neste período, é maior o risco de perder o bebê? Por quê?

Sim. Os riscos de abortamento são maiores até a 12ª semana de gestação, pois essa é a fase de formação embrionária. Após este primeiro trimestre, os riscos ainda existem, porém diminuem consideravelmente. Portanto, dê preferência a contar a seus parentes e amigos que você está grávida após a 12ª semana de gestação, em que os riscos de perda são bem menores.

Sangrar durante o início da gravidez é normal?

Sangramento no início da gestação é sempre motivo de preocupação. Ao mesmo tempo que pode ser devido à implantação do embrião no útero, também pode significar uma ameaça de abortamento. Portanto, sempre que tiver um sangramento gestacional, procure imediatamente o seu obstetra de confiança.

 

Quando iniciar o pré-natal?

O pré-natal deve ser iniciado o quanto antes. É através dele que o médico terá o controle total de sua gestação, pedirá todos os exames, receitará as vitaminas e medicamentos necessários, além de poder esclarecer todas as dúvidas que a gestante possa apresentar. Um pré-natal benfeito é geralmente sinônimo de gravidez tranquila e parto saudável.

 

SEGUNDO TRIMESTRE

Este é o período de descobrir o sexo do bebê. Quando exatamente pode ser feito o exame? 

A sexagem fetal, que consiste em um exame de sangue, já consegue identificar o sexo do bebê ainda no primeiro trimestre de gestação, porém com a ultrassonografia, somente conseguiremos identificar o sexo, com uma margem de erro pequena, a partir de 18 semanas de gestação, aproximadamente.

O segundo trimestre de gestação também é o momento das mudanças corporais mais significativas. O que acontece com o corpo da mulher nesses três meses?

Esta é a fase em que a barriguinha já começa aparecer e é quando a mulher sente que está realmente grávida. O ganho de peso começa a se acentuar nessa fase e as estrias podem aparecer. Por isso, devem ser utilizados hidratantes específicos, para evitar esses probleminhas. Vale lembrar da necessidade também do uso de filtro solar, prevenindo as manchas gravídicas, chamadas de melasmas e cloasmas.

 

Como o feto evolui durante este período?

O bebê nesta fase está praticamente todo formado e os órgãos estão agora em período de desenvolvimento e maturação. Em breve ele passará a escutar, podendo identificar e diferenciar os sons das vozes do papai e da mamãe. Ele está ganhando peso rapidamente, mas ainda tem muito espaço para se movimentar e dar piruetas dentro da bolsa amniótica.

 

Quando a gestante começa a sentir o bebê se mexer? Por que isso acontece?

Geralmente a partir de 20 semanas, podendo variar um pouco antes ou um pouco depois. Isso acontece, pois o bebê está crescendo e passa a encostar no útero materno, fazendo com que a gestante consiga sentir essas movimentações.

 

TERCEIRO TRIMESTRE

Quais os principais desconfortos dessa fase da gestação?

Neste período é quando a gestante tem um maior aumento do volume abdominal, pois é quando o bebê ganha mais peso. Isso faz com que a grávida mude a postura, jogando a barriga para frente e causando uma lordose que pode refletir em dores nas costas. Com o aumento do volume abdominal, cresce a dificuldade para dormir e podem ocorrer uma pequena falta de ar e um pouco mais de refluxo esofágico.

 

Nos três últimos meses, a ansiedade aumenta. Isso pode acelerar o parto ou fazer mal para o bebê?

Tudo que a gestante sente, transmite ao bebê. Se ela ficar ansiosa, nervosa e estressada, produzirá determinados hormônios que passarão pela placenta, atingindo o bebê, podendo desencadear alguns problemas, dentre eles o risco de trabalho de parto prematuro, ruptura da bolsa, etc. Além disso, estudos já relacionam determinadas doenças ao estado emocional que a gestante apresentou durante a gestação, demonstrando que algumas de nossas enfermidades podem ter se originado ainda na vida intrauterina.

 

Neste momento, mamãe e médico já devem ter escolhido o parto? Quais as orientações a gestante deve receber do seu obstetra? 

O momento e o tipo do parto serão definidos mais no final da gestação. Porém, obstetra e gestante já devem ter discutido sobre os diversos tipos de parto durante o pré-natal. O parto normal é, sem dúvida, o mais saudável e o que tem melhor recuperação. Mas caso seja necessário, uma cesariana poderá ser realizada.

 

A mamãe pode sentir contrações que não são indicativas do parto? Como saber se o bebê não vai nascer antes da hora?

Essas contrações que não desencadeiam o trabalho de parto são chamadas de contrações de Braxton Hicks e servem para o útero se preparar para o parto. São mais fracas, duram menos tempo, não tem um intervalo definido entre elas e a gestante sente como se fosse uma pequena cólica, com uma discreta pressão no baixo ventre. Já as contrações de trabalho de parto ocorrem com uma frequência de pelo menos duas em 10 minutos, com duração de 30 a 40 segundos, em média, cada uma e não desaparecem. Pelo contrário, a tendência é aumentarem de intensidade. Elas começam na parte de cima do útero e têm um sentido descendente, terminando com uma pressão no baixo ventre, que reflete muitas vezes em dores na região lombar. Quando a gestante começar a sentir essas contrações, deverá procurar a maternidade e avisar o seu médico imediatamente, pois o parto se aproxima.

 


Vamos Compartilhar ?


Comentários